Growth Hack: o primeiro passo que você precisa saber é o seu primeiro objetivo

Growth Hack: o primeiro passo que você precisa saber é o seu primeiro objetivo

Eu comecei a ouvir falar em Growth praticamente ontem e nos dias de hoje, o ontem já é passado à muito tempo, por isso o conhecimento mira no futuro. No momento que conheci o assunto eu também precisei conseguir meu primeiro objetivo de crescimento. Como as coisas acontecem muito rápido, não há tempo a perder.

Uma vez definido indicador que você quer fazer crescer, é preciso uma descrição clara do que precisa receber foco em começar logo o dia 1. Ao participar de um webinar de Sean Ellis, guru do Vale do Silício, fui aconselhado a encontrar ideias relacionadas ao meu primeiro objetivo.

Categorize as ideias

Você possui smartphone, passa o dia inteiro conectado no computador lendo e respondendo emails, em grupo dos Whatsapp, postando sua vida no Instagram e as vezes faz tudo isso ao mesmo tempo. Como e quando você conseguirá dar o ponta pé inicial e fazer sua equipe sair da zona de conforto para começar a crescer?

Um inventário com milhares de ideias para testar, uma base de conhecimento de todas as ideias que a equipe já testou, incluindo o que funcionou ou o que não funcionou! Este é o sonho de qualquer novo funcionário. Eu mergulhei nas ideias para encontrar qualquer coisa que pudesse se relacionar com a minha primeira iniciativa e categorizá-las adicionando-as ao objetivo atual. Eu também me inspirei para adicionar minhas próprias ideias e alterar algumas ideias previamente testadas que estavam na base de conhecimento.

 

Priorize as ideias

Uma vez que eu tenha todas as ideias do meu objetivo em um só lugar, começo a “dividir o o pão” em 3 etapas..

  • Impacto
    • Calcule com o melhor da sua capacidade o impacto que cada ideia sugere. Isso demora um pouco mas logo as coisas começarão a tomar forma como encontrar taxas de abertura de e-mails, visitas a páginas, cliques, taxa de qualificação de leads (para quem trabalha com SDR) e etc para ajudar a calcular a melhoria total que faria na métrica de linha de base.

Então eu dei à ideia mais impactante o peso 10, as próximas duas mais impactantes o peso 9, as próximas 3 o peso 8 e assim por diante até que fiquei sem ideias. Esse método me forçou a me concentrar no impacto, já que havia apenas um número limitado de pontuações de alto impacto à minha disposição.

 

  • Confiança
    • Em seguida, usei os dados disponíveis e a experiência passada para atribuir pontuações de confiança a cada uma das ideias e repeti o processo de “dividir o pão”.

 

  • Facilidade
    • Por fim, preparei quais ideias eram mais fáceis de implementar. Isso fez com quê o caminho se tornasse mais claro, a partir daí é ação.

Indique ideias em reunião de gestores. Frequentemente temos mais de um objetivo de crescimento em andamento, além de outros objetivos secundários a serem cumpridos. Em minhas reuniões semanais de crescimento, reúno as partes interessadas para descobrir quais ideias devem ser movidas para teste.

Antes da reunião, cada pessoa envolvida indica duas ideias. Durante esta reunião, o progresso e as questões do objetivo de crescimento são discutidos e as ideias são nomeadas. Muitas vezes, muitas ideias são adicionadas ao nosso inventário, desencadeadas pela discussão desta reunião.

 

Teste e reavalie (a parte que mais gosto)

Uma vez que as ideias nomeadas estão em andamento, é fácil fazer o check-list para ver como as métricas estão melhorando e se é necessário reavaliar a meta do objetivo, faça isso com frequência o mais rápido possível para alcançar resultados mais eficazes.

Growth é diferente do que temos visto em marketing de palco pelo Brasil afora. Growth é crescimento sustentável.  Testes…. testes… e mais testes. Só assim você conseguirá identificar pontos de melhorias.

 

E por fim, os dados da matriz.

Objetivo: O que estamos tentando alcançar? (por exemplo, aumentar aumentar a conversão do meu comercial através de emails de qualidade enviados pelo marketing).

  • Data de início: quando esse objetivo começa? (MM / DD / AA)
  • Data de término: quando esse objetivo termina? (MM / DD / AA)
  • Métrica: O que vamos medir? (por exemplo, e-mails diários coletados)
  • Linha base inicial: Com o que estamos começando? Não se esqueça de analisar a viabilidade do plano para o produto escolhido.
  • Lift%: Qual a elevação esperamos ver desde a linha de base? (X%)
    Objetivo: Quantas iniciativas / oportunidades precisamos por dia para conseguir esse aumento? (X / dia)
  • Proprietário: quem está solicitando essa cobrança? (Owner)

Se você gostou, adoraríamos ouvir seu progresso e saber se as ideias funcionam para você.

Trackbacks and pingbacks

No trackback or pingback available for this article.

Leave a reply